sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Cálculo




O mundo parou enquanto ela calculava.

Devia ter por volta de sete anos de idade. Fim de tarde, os vizinhos conversavam na calçada, esquina da rua, enquanto ela fazia a lição de casa na mesa da sala; ouvia apenas contornos da conversa externa, que se misturava ao som dos automóveis em trânsito.

Cabelos cacheados e desgrenhados, foi reafirmar ao pai o que aprendera. Enfiou os pés nas chinelas que estavam debaixo da mesa e correu para a calçada. Caderno na mão, propôs ao pai que retomasse a lição para que ela fizesse os cálculos, desta feita, de cabeça – sem o auxílio do lápis e do papel.

Sem se desligar do assunto que debatia, pontuando aqui e acolá as falas dos vizinhos, o 
pai toma-lhe o caderno displicentemente.  

- Então vamos lá. Questão 1: “Precisamos de seis tomates para fazermos o molho para o jantar e só temos dois. Quantos mais temos que comprar?”

Neste instante os carros pararam. Os vizinhos silenciaram. O movimento exterior cessara. Somente existia ela e seus números, manifestados no interior de seus olhos fechados. Dedinhos em riste, fazia seus cálculos sem se importar com absolutamente nada mais. Naquele momento, era ela e ela. Ela e os números. Eu quase podia ver suas terminações nervosas trabalhando, tamanha a transparência de sua concentração. Por um instante, até eu deixei de existir: fui dissolvida por uma menininha de sete anos e sua obstinação em encontrar a resposta correta.  

-04! – Gritou sua vozinha aguda.

E então me senti retomar a condução do carro que dirigia, com a ideia fixa de que aqueles três segundos de absoluta inexistência, proporcionada por um breve olhar pela janela, dariam uma crônica. 

Como são agraciados aqueles com o dom de fazer parar o mundo, no afã de se entregarem a todas as tarefas, por menores que sejam!

-x-

1) Presenciei essa cena enquanto guiava meu automóvel, no caminho habitual que pegava para me dirigir à UFRN - obviamente, alguns detalhes ficam por conta da minha imaginação.

 2) Por falar em UFRN, graduei-me esta semana!